10 músicas para morrer ao volante.

Escrito por Pablo Peixoto em 06.03.2014
reverse-1275988751_amazing-crash

Muitas pessoas culpam o álcool, as drogas, mas definitivamente algumas músicas e direção não combinam. Procurando na internet você vai encontrar diversas listas de músicas e coletâneas para se ouvir ao volante. Aqui no Pérolas vamos mais longe e propor músicas que fazem a gente sentir o pé pesar no acelerador.

Para esta pesquisa uma conclusão: realmente músicas e morte ao volante estão diretamente relacionados aos rocks básicos e simples do estilo Hard Rock. Focados nos riffs e powerchords,  estas músicas estão diretamente ligadas aos giros do motor, estabelecendo revoluções contínuas e cada vez mais poderosas. Vamos a Lista e lembrem-se: Se ouvir não dirija.

01- Highway Star
Este clássico do Deep Purple entra na lista, por falar em sua letra justamente de pega de carros, que coisa melhor que uma letra instigando o sujeito a acelerar o carro? Uma introdução de 35 segundos simulando a aceleração de um motor. Ganha também o mérito de estar incluído na trilha de um dos vídeo-games mais legais de todos os tempos, o Rock n, Roll Racing da Interplay. A música de 1971 está no álbum “Machine Head” de 72.

02- Rock and Roll
Já que Rock n’ Roll é a música do capeta, porque não ir pro inferno cantando a música dele? Nesse verdadeiro hino ao estilo musical, o Led Zeppelin resume bem o que é viver o momento, morrer jovem e de uma forma estúpida. Rock n, Roll foi criada durante uma jam session, quando a banda estava desesperadamente tentando terminar a composição de “Four Sticks”e é uma das poucas músicas a ser creditada a todos os membros. Não importa. É um clássico instantâneo, pega bem em um carro em alta velocidade e entra na lista. A própria GM usou a música em um comercial de Cadillac.

03- Paranoid

Outra música para se ouvir morrendo ao volante, o riff de abertura e a levada sugerem uma emocionante e mortífera corrida de carros. Mais um clássico do clássico R’n’R Racing. Despretensioso como todo clássico, “Paranoid” foi a ultima música gravada antes de fecharem o disco de 1970, e levou 20 a 25 minutos para ser escrita, composta e gravada, por absoluta falta de material para completar o álbum. Resultado. O single estourou (#1 no Reino Unido) e o tal álbum ganhou seu nome.

04- Helter Skelter
O título, que quer dizer “confusão”, também é um famoso e vertiginoso brinquedo de parque de diversões inglês. Uma música contraditória ao extremo (principalmente depois do caso Charles Manson) como esta não poderia ficar de fora. Considerada por alguns como o primeiro hard rock do mundo, a interpretação bombástica dos até então comportadinhos Beatles, não deixa dúvida: Comming down fast! Lembrem-se que supostamente Paul McCartney teria morrido de um acidente de carro. O que coloca a música na lista.

 

05- Bad to the Bone
Mais um clássico de “Rock n’ Roll Racing” o memorável Riff e essa levada blues resume tudo. Além é claro da letra, “Mau até o osso”, não tem medo de nada, nem de um poste no meio do caminho. A música é do One Hit Wonder George Thorogood and the Destroyers e foi livremente (e descaradamente) inspirada por “I’m a Man” de Bo Didley.

06- Gasoline
Porque não colocar nessa lista a trilha do programa modafoca sobre carros Overhauling? “Gasoline” do Kicking Harold resume tudo que uma boa música para morrer ao volante precisa ter: urgência, garra e potência. Apesar de não ser um clássico do Hard Rock, o caçula da lista tem moral para figurar aqui.

 

07- Highway to Hell
Essa entra também pelo sugestivo título de “Auto-estrada para o inferno” nem precisa falar nada. É um convite pro pecador bater contra um muro a 180 kph. O ACDC tem uma coleção de músicas pra morrer ao volante como “Back in Black” e “Problem Child”. Como homenagem ao auto-destrutivo Bon Scott (que não morreu de carro e sim de garrafa) vamos deixar essa como resumo da ópera, ou seria da Rock-opera?.

08- Burn
O Deep Purple, que tem contra si duvidosas e controversas acusações de plágio, também é conhecida como perita em lançar músicas para bater com o carro. Exemplo disso é o poderoso e urgente riff de “Burn”. Perfeito pra quem quer colocar o pé na tábua e se chocar contra a primeira árvore que ver na frente. A gravação é de 74 e pertence a terceira das muitas e muitas formações do Deep Purple.

09- Born to be Wild
Essa música, talvez estivesse melhor representada como música para ouvir morrendo em uma moto. Prova disso é que a canção de 1969 pertence a trilha sonora do igualmente clássico filme “Easy Rider” (Sem Destino). Porém, como as pessoas (exceto alguns motoboys) não têm o hábito de ouvir seus mp3 players nas motos, vamos incluir este sucesso do Steppenwolf na lista de músicas pra ir pro baile no céu usando um paletó de madeira de mogno.


10- The Real Me

Essa nem entra tanto pela guitarra, mas pelo gigante John Entwhistle deslizando os dedos com se fosse um carro em alta velocidade pelo braço de seu contrabaixo. Destaque ainda para a bateria de Keith Moon, provavelmente um dos caras mais “agora ou nuca” do rock ajuda a fechar a cozinha do The Who, uma grande banda, com um grande clássico para abotoar o paletó feito de bandeira da Inglaterra.

 

SUA OPINIÃO, qual música seria a  #11 da lista?