SINAL FECHADO 2.0

Escrito por Pablo Peixoto em 21.07.2011

AMIGO OCIOSONAUTA, JÁ CONHECE O QU4TROCOISAS?

Cena 1:  Paulinho da Viola tem uma música famosa gravada pelo Chico Buarque chamada Sinal Fechado (a letra original aqui), onde a letra é um diálogo desconfortável de dois conhecidos que se encontram no sinal de trânsito. Aquela famosa situação: “Passa lá em casa!” “Vamo marcar!”. Por aí.  Corta.

Cena 2: Sabe aquelas pessoas que te chamam para o chat do facebook que você nem sabe quem são? Eu tenho esse terrivel hábito de adicionar todo mundo e essas coisas vivem acontecendo comigo. Acontece que um rapaz apareceu puxando assunto: “Oi”.  A situação desconfortável de conversar com um desconhecido me lembrou a canção e respondi quase que no reflexo “Olá como vai?”. Funde com.

Cena 3: A partir daí me deu um estalo, será que eu consigo conversar com o cara usando só a letra da música? E assim fui, usando um dos lados do diálogo ATÉ O FIM! Uma verdadeira experiência websociológica que você confere a seguir:

O que dá pra concluir? O cara (a quem me desculpo pela brincadeira) obviamente não conhece Paulinho da Viola nem a música. E nem deve ser um grande apreciador de Chico Buarque. Não é esse o ponto. O engraçado é como uma conversa sem pé nem cabeça pode se alongar por tanto tempo. É tipo ir ao cinema sem se importar com que filme vai ver só pra sair de casa. O ato de se comunicar foi mais importante que o conteúdo. O meio foi a mensagem.


Artigos