Dois filmes nada memoráveis que eu me lembro muito bem.

Escrito por Pablo Peixoto em 02.02.2011

No final dos anos oitenta, os videocassetes já eram um aparelho popular, mas o habito de comprar filmes, tão comum no mundo de DVDs e Blu rays, não era algo tão corriqueiro. O negócio era alugar.
Foi quando as locadoras de vídeo e vídeo-clubes começaram a abrir em todo o país, você alugava, ficava 24 hs com a fita (48 se fosse sábado) e devolvia devidamente rebobinada.
Na mesma época, pra tirar uma casquinha, a Rede Globo lançou sua própria distribuidora, a Globo Home Vídeo (ou coisa assim) e atacou uma divulgação monstro na TV. Na época, os carros chefes eram dois filmes horrorosos, mas o comercial não parava de passar na TV. Todo bloco era a mesma coisa (Tuff Turf, o Rebelde e Wraith a aparição- com-trilha-sonora-eletrizante -de -Ozzy Osbourne.) Tanto que junto com “O Homem da Capa Preta” lançamento nacional da mesma distribuidora, o comercial foi marcado a ferro e fogo e nunca mais saiu da minha cabeça.
Hoje lembrei mais uma vez disso e resolvi pesquisar sobre os filmes, num post nostalgia trash. Se você era moleque nos primeiros anos do videocassete vai curtir comigo. Peguei as sinopses pra gente ler junto, vamos lá:

A Aparição foi um dos filmes que marcaram a juventude dos anos 80, com alucinantes corridas de carro, belas garotas e muito rock’n´roll.

O antigo “Gente sarada e clima de azaração!” Se Velozes e Furiosos já deu no saco imagina com todos os defeitos especiais disponíveis nos anos 80?

Numa cidade do interior dos Estados Unidos, Jamie é morto por uma gangue. Pouco tempo depois, surge um misterioso visitante dirigindo um carro preto futurista.

Futurista dos anos 80, leia-se neon, vinil e tudo de mais cafona e datado que a década pode oferecer.

Ao mesmo tempo chega à cidade um jovem forasteiro, que se apaixona pela garota do chefe da gangue.

O que as namoradas dos chefes das Gangues têm que são tão atraentes?

É o começo de uma trama cheia de surpresas, vingança e muita ação. No elenco, Charlie Sheen (Platoon),

Charlie Sheen posa de drogado fuma ou bebe durante o filme? Não me lembro, senão não é ele.

Randy Quaid (A Última Sessão de Cinema), Sherilyn Fenn (Twin Peaks) e Nick Cassavetes (A Outra Face). Trilha sonora com os hits da época, incluindo a música “Secret Loser” de Ozzy Osbourne.

É a tal “trilha-sonora-eletrizante”

Ficha Técnica

Título no Brasil: Wraith – A Aparição
Título Original: The Wraith
País de Origem: EUA
Gênero: Suspense
Tempo de Duração: 92 minutos
Ano de Lançamento: 1986
Direção: Mike Marvin


Já “Tuff Turf”, que até hoje pensava ser “Turf Turf” é dirigido por Fritz Kiersch, que saída de uma bem-sucedido experiência em “Colheita Maldita”, o filme anunciava o ator James Spader, eu gostava desse nome, “Spader”, gosto de palavras em inglês que começam com “S” e tem uma consoante depois. Mas enfim, mais um filme de gangues e adolescentes bem no estilão americano dos anos oitenta, vamos à sinopse:

Prestes a terminar o terceiro ano do segundo grau,

Já notou que os americanos adoram essa fase de “senior year” prome e outras bobagens.

Morgan se vê obrigado a mudar de estilo de vida passando a freqüentar os subúrbios da cidade onde vive, ao invés do clube de garotos ricos.

O porque não fica claro. Será que ele foi pra escola pública? Ou era só pela emoção?

Ao contrário da boa reputação de seu irmão mais velho, Morgan já tem um histórico de problemas e é conhecido por sua cabeça quente. Em sua nova escola, Morgan acaba se envolvendo com a namorada do líder da gangue.

HAHAHAHA Tô falando!!!! E tome vinil, neon e cafonice!

O delinqüente ameaça Morgan que mesmo sabendo do risco que está correndo não vai desistir desse relacionamento. Só resta saber se essa turma vai deixar que o novo mauricinho na área leve a melhor.

Nessa época remota a gente falava “Mauricinho”, quer acusasr a idade? Chame alguém assim.

Ficha Técnica

Título no Brasil: Tuff Turf – O Rebelde
Título Original: Tuff Turf
País de Origem: EUA
Gênero: Aventura
Tempo de Duração: 123 minutos
Ano de Lançamento: 1985
Direção: Fritz Kiersch

E você? Tem um filme das antigas que mesmo ruim não sai da sua memória? Conta aí!

Artigos