Lugar de menina é na cozinha de brinquedo

Escrito por Pablo Peixoto em 24.07.2009
Ontem fui numa loja ver brinquedos para meninas. Entre as muitas opções encontrei uma que disparou em mim um gatilho que abriu meus olhos para uma realidade bizarra. Entre as prateleiras, eis que encontro um Aspirador de Pó da Barbie! Com bolinhas cor-de-rosa que ficam rodando pelo tubo, como se fossem sujeira.

Logo a Barbie, que teoricamente (disse teoricamente) seria o modelo da mulher moderna e independente… servindo de tema para um brinquedo que não tem qualquer outra utilidade além de ensinar para as meninas que “o lugar da mulher é em casa”.

Comecei a ver outros brinquedos e cheguei à conclusão de que as mulheres são subjugadas desde a infância a esse papel. Os brinquedos dos meninos falam de aventura, construção, desafio, tecnologia, comunicação, afirmação. Meninos têm os Super-Heróis, donos da história. Meninas têm as Princesas Disney, sempre à espera do príncipe que resolva seus problemas. Os brinquedos para meninas falam de três coisas que, ao que parece, são as únicas preocupações de toda mulher:

1- Cuidar dos filhos

2- Cuidar da casa

3- Cuidar da aparência

Os brinquedos infantis ainda estão na década de cinquenta do século passado, quando a função da mulher era zelar pelo marido e senhor, fazendo sua comida, lavando sua roupa, criando seus filhos e ainda ficar bem bonita para quando ele voltasse do trabalho cansado, querendo possuí-la.

Brinquedos infantis ensinam as meninas a serem submissas e apáticas. A Mulher Maravilha, a meu ver, é a única referência feminina que salva. Talvez por isso mesmo é mais explorada como brinquedo masculino que feminino. Você pode dizer que as Meninas Superpoderosas ainda salvam um pouco, mas aí quando você vê o “fogãozinho das Meninas Superpoderosas” acaba concordando comigo. Como diria Maria-Moita: “Deus fez primeiro o homem, a mulher deus fez depois é por isso que a mulher sempre trabalha pelos dois”.

Para finalizar o post, e meu argumento, uma pequena lista (porque não?) sobre os brinquedos mais machistas que eu já vi:

1- Aspirador de pó da Barbie.
Não contente em fazer compras, ir ao salão e passear por aí com sua Mercedes cor-de-rosa, a boneca cinquentona ainda encontra tempo para tirar o pó da casa. Afinal se o Ken não vai querer casar com ela se ver que a casa está toda empoeirada .

2- Minha Lavadora de roupas.
Que tal já ir treinando a lavar as cuecas do futuro maridão? Nada de esfriar a barriga no tanque> Com esta linda máquina de lavar cor-de-rosa você estará muito mais preparada para uma vida enfadonha e frustrada de mulher do lar.

3- Kit de Beleza Hello Kitty.

A personagem felina sem boca é um símbolo de tudo que a sociedade machista quer da mulher: silêncio e obediência. Mas nada de se descuidar da beleza, senão seu marido pode perder o interesse em você, mulher moderna!

4- Fogãozinho Hello Kitty.
Que tal esquentar a barriga no fogão com esse sensacional brinquedo que te ensina o seu verdadeiro lugar? Brinque de esquentar a janta do maridão quando ele volta às 4 da manhã da gafieira cheirando a perfume vagabundo.

5- Pia.

Lavar pratos sujos é uma diversão que não tem preço. Traga sua filha para esse maravilhoso mundo de realização comprando essa linda pia de lavar pratos e talheres. Um pouquinho de detergente e pronto. Mas cuidado com as unhas. Mulher que se descuida da aparência perde seu amor.

6- Boneca imitação de bebê.
Que tal já ir treinando para cuidar da prole sozinha? Com essa linda boneca você limpa cocô, xixi e ainda troca fraldas! Vai se preparando. Muitas noites de sono perdidas, mas sem descuidar da beleza, é claro!


Gostou? Assine o Feed
Link para este post.